A ciência moderna aliada ao conhecimento da Yoga.

Ciência é o empreendimento sistemático que constrói e organiza conhecimento na forma de explicações e previsões testáveis sobre o universo.

Chamamos de método científico o conjunto de regras e procedimentos que produzem o conhecimento científico. 

A Yoga Científica foi desenvolvida no começo do século 20 pelo fundador da linha, Swami Kuvalayananda, visando criar e cultivar sequências de práticas e posturas que combinassem de forma inteligente todos os benefícios da Yoga comprovados cientificamente, desta forma potencializando e ampliando os bons resultados colhidos com a prática.

O objetivo do método científico é compreender a realidade conforme ela é, e não conforme gostaríamos que fosse. O cientista deve trabalhar com o falseamento, ou seja, deve fazer uma hipótese e testar suas hipóteses procurando não apenas evidências de que ela está certa, mas sobretudo evidências de que ela está errada. Se a hipótese não resistir ao teste, diz-se que ela foi falseada. Caso não, diz-se que foi corroborada.

As práticas e posturas são aquelas descritas nos mais antigos textos de yoga encontrados no mundo. Todas as práticas tradicionais que compõem o repertório da Yoga Científica foram testadas e estudadas no Instituto Kaivalyadhama, na Índia, e os resultados destes estudos vêm sendo publicados em periódicos científicos há décadas. A partir destes estudos foram selecionadas práticas cujos benefícios podem ser observados e comprovados. O resultado é uma aula leve e segura, composta por práticas benéficas e prazerosas que promovem bem estar físico e mental de maneira consistente.